Postado em: 23 de novembro de 2017

Piauí: CGE capacita servidores para atuar nos controles internos dos órgãos estaduais

Esta é a primeira capacitação que a CGE promove para formar controladores internos nos órgãos
Os órgãos e entidades do Governo do Estado do Piauí possuem núcleos de controles internos que ajudam a Controladoria-Geral do Estado (CGE) no trabalho de assessoramento ao gestor e controle das despesas para a qualidade do gasto público. Com o propósito de unificar procedimentos e estabelecer o uso do Sistema de Controle Interno em todos os órgãos do Governo, a CGE iniciou o Curso de Formação para Controladores Internos.
Esta é a primeira capacitação que a CGE promove para formar controladores internos nos órgãos. A capacitação iniciou nesta segunda-feira (20) com representantes de 12 órgãos e ocorrerá até a sexta-feira (24).
O controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, que fez a abertura do curso, explicou a importância de aprimorar o conhecimento desses servidores. ”Por força do normativo estadual, os servidores dos Núcleos de Controle Interno são tecnicamente subordinados à Controladoria-Geral do Estado. Então é importante que, cada vez mais, eles estejam atuando preventivamente nos órgãos sob a tutela da Controladoria, uma vez que são um braço da CGE nos órgãos, para ajudar a primar pela qualidade da gestão pública”.
De acordo com o gerente de Controle Interno da CGE, Márcio Rodrigo Souza, se faz necessário a padronização das atividades dos núcleos para obter melhores resultados. ”Constatamos que não havia nos órgãos e entidades do Poder Executivo, uma padronização, um entendimento único sobre o que fazer, como fazer e qual a melhor forma de garantir a eficiência do gasto público. Por isso entendemos que para termos um sistema integrado de controle interno, precisávamos fazer um curso de formação para que todos os agentes públicos que atuem nessa área tenham a oportunidade de discutir as ferramentas e metodologias para atuar de maneira uniforme e eficiente, buscando sempre a qualidade do dinheiro público”, explicou Márcio Rodrigo, que ministrou a primeira aula da capacitação.
O curso de formação para controladores internos é dividido em cinco partes, onde serão abordados os fundamentos da Controladoria Pública; controles nas licitações e contratações públicas; execução dos contratos ou execução orçamentária-financeira; e Sistema Integrado de Controle Interno. Ao final do curso os servidores serão avaliados para certificar as pessoas habilitadas a exercer a atividade de controle nos órgãos.
Participam da capacitação desta semana servidores da Secretaria de Segurança Pública, Fundação Antares, Secretaria de Educação, Emgerpi, Emater, Maternidade Dona Evangelina Rosa, Polícia Militar, Secretaria de Fazenda, Detran, Secretaria de Saúde, DER e Controladoria-Geral do Estado.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da CGE-PI
Telefone: (86) 99941 9019 | (86) 3211 0590 | (86) 3211 0770
E-mail: anavirginia@cge.pi.gov.br; jorn.virginiasantos@gmail.com

Mais informações sobre o Conaci:
Ane Ramaldes
Assessora de Comunicação
E-mail: comunicacao@conaci.org.br
Telefone: (21) 97500-4402

Postado em:

Rio Grande do Sul: Felicidade Interna Bruta é tema de terceira palestra sobre gestão

O trabalho foi finalizado com o brainstorm sobre quais ações podem ser realizadas pelo corpo técnico para o atingimento pleno dos objetivos e da satisfação por alcançá-los

Na terceira Palestra sobre Gestão, ocorrida na última segunda-feira, 20, a CAGE e a Sudesq, por meio do Programa de Vida SEFAZ VIDA, trouxeram o consultor Martin Mayer para debater sobre “Como a integração da rotina com a missão institucional pode aumentar nossa Felicidade Interna Bruta (FIB)?”.

A abertura do evento foi realizada pelo Subsecretário e Contador e Auditor-Geral do Estado, Álvaro Fakredin, que ressaltou a importância do encontro como uma forma de encerrar o ano e iniciar 2018 com o foco na continuidade dos treinamentos para os trabalhos de orientação, transparência, gestão fiscal e controle realizados pelas Divisões da CAGE. E foi destacando o trabalho feito pelos servidores que Fakredin encerrou o discurso: “Um órgão só se constrói, só tem razão de existir e só produz os efeitos esperados pela sociedade se as pessoas que o integram se alinharem, se colocarem no mesmo pensamento e na mesma direção”.

Durante a palestra, o economista e psicólogo Martin Meyer falou sobre as vantagens de um objetivo comum compartilhado, o impacto da missão institucional na rotina de trabalho, a transformação do dia a dia ao fortalecer a missão, a construção de ações para tornar a missão presente na rotina de todos e o aumento da nossa satisfação com o trabalho e a Felicidade Interna Bruta (FIB).

O trabalho foi finalizado com o brainstorm sobre quais ações podem ser realizadas pelo corpo técnico para o atingimento pleno dos objetivos e da satisfação por alcançá-los.

Informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação da Cage-RS
E-mail: tamarad@sefaz.rs.gov.br; cage@sefaz.rs.gov.br
Telefone: (51) 3214-5200
Site: http://cage.fazenda.rs.gov.br

Mais informações sobre o Conaci:

Ane Ramaldes
Assessora de Comunicação
E-mail: comunicacao@conaci.org.br
Telefone: (21) 97500-4402

Postado em:

Piauí: Auditores da CGE discutem Planejamento Estratégico 2018-2020

Após essas discussões, será possível criar ações estratégicas para solucionar problemas enfrentados pelo sistema de controle interno e desenvolver um modelo de Controladoria eficiente que agregue mais valor aos negócios públicos
Auditores governamentais da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) discutiram na manhã da última terça-feira (21) o Planejamento Estratégico para o triênio 2018-2020. O objetivo é reunir o máximo de propostas possíveis para construção de um plano de metas e visão de Controladoria para os próximos três anos.
No início deste mês foi formado um grupo que envolve seis auditores, além do controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, e do controlador adjunto, Décio Moura, para discutir as metas. Hoje, foi a vez de ouvir as propostas dos demais auditores para incluir no estudo.
Após essas discussões, será possível criar ações estratégicas para solucionar problemas enfrentados pelo sistema de controle interno e desenvolver um modelo de Controladoria eficiente que agregue mais valor aos negócios públicos.
“O planejamento é importante sob duas óticas: por traçar os caminhos que a Controladoria-Geral do Estado vai seguir, analisando as mais variáveis circunstâncias. E no momento em que realizamos uma gestão participativa, todos podem contribuir para melhoria e aprimoramento das ações da instituição”, destacou o controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da CGE-PI
Telefone: (86) 99941 9019 | (86) 3211 0590 | (86) 3211 0770
E-mail: anavirginia@cge.pi.gov.br; jorn.virginiasantos@gmail.com

Mais informações sobre o Conaci:
Ane Ramaldes
Assessora de Comunicação
E-mail: comunicacao@conaci.org.br
Telefone: (21) 97500-4402

Postado em:

Distrito Federal: Prêmio Escola de Atitude chega à etapa final

"Saber que os bens públicos são nossos é a melhor forma de combatermos a corrupção. Precisamos que todos sejam responsáveis e que cada um faça sua parte: governantes e sociedade", disse Henrique Ziller, controlador-geral do DF

A árvore caída ao lado da escola virou banco. Latas e pneus foram transformados em vasos de jardim. As plantas que ornamentam o pergolado serão regadas graças à captação da água da chuva, que agora vai direto para a caixa d’água.

No banheiro, o sabonete líquido foi feito pelos próprios estudantes, assim como os outros elementos da nova realidade do Centro de Ensino Fundamental (CEF) Buriti Vermelho, na área rural do Paranoá.

As soluções criativas foram executadas pelos adolescentes do oitavo e do nono ano que concorrem ao 1º Prêmio Escola de Atitude. As dez melhores ideias serão reconhecidas em 8 de dezembro, data da premiação da iniciativa do Controladoria na Escola, projeto da Controladoria-Geral do Distrito Federal que tem como objetivo fomentar a participação cidadã.

Enquanto os alunos encontram alternativas para resolver os problemas de onde estudam, os desafios propostos por eles são avaliados pela equipe da controladoria.

“É impressionante vermos a vivacidade das escolas públicas do DF, o envolvimento dos pais e da comunidade escolar como um todo”, elogiou o controlador-geral do DF, Henrique Ziller, sobre os resultados apresentados pelos colégios.

Até o fim da semana, ele passará por algumas das 81 unidades de ensino para acompanhar o desenvolvimento dos desafios antes da premiação e para saber a opinião dos alunos sobre as atividades.

Visita ao CEF Buriti Vermelho

No CEF Buriti Vermelho, o titular do órgão de controle qualificou o envolvimento das turmas como extremamente proveitoso. “Saber que os bens públicos são nossos é a melhor forma de combatermos a corrupção. Precisamos que todos sejamos responsáveis e que cada um faça sua parte: governantes e sociedade”, disse aos adolescentes durante a visita.

A avaliação foi bem recebida pela aluna do nono ano Ana Heloísa Soares Cardoso, de 14 anos. Ela levou a muda de cebolinha para compor a horta. Coentro, alface e rúcula plantados ali em breve também serão incremento na merenda.

“Fomos ajudando uns aos outros, a professora trouxe sementes, colocamos plaquinhas de identificação”, elencou a garota, enquanto mostrava ao controlador-geral do DF o barbante com CDs amarrados em volta da área para afastar os pássaros interessados nas hortaliças.

O conhecimento sobre técnicas de plantio também fez Carlos Daniel Pereira, de 16 anos, se juntar aos colegas na horta. Ele ajudou a consertar as calhas para captação da água da chuva, que será usada para a limpeza do pátio e para regar a horta e o jardim, resultando em economia de água. “Algumas estavam quebradas e vazando, colamos e trocamos o material”, explicou.

Daniel, que sonha cursar agronomia, contou que viveu uma aula prática de química ao fazer o sabonete caseiro com a ajuda de uma das professoras. “Soda cáustica, álcool, água, essência e pronto”, ensinou.

Segundo a diretora da instituição, Núcia Maria de Oliveira Censi, as atividades têm como foco a manutenção do espaço preservado e o maior respeito entre os jovens. “A partir do momento que eles cuidam, aprendem a valorizar o trabalho do outro.”

De acordo com a gestora, atividades como mutirão de limpeza, pintura dos bancos e plantio do jardim envolveram, além dos estudantes inscritos no prêmio, todas as turmas, que somam 260 alunos.

Em alguns casos, até o comportamento dentro de casa mudou. “Minha mãe sempre fazia um discurso para que eu ajudasse a limpar a casa, agora tento melhorar a cada dia”, contou Rodrigo de Sousa Medeiro, de 15 anos.

Aluno do nono ano matutino, ele ajudou na montagem dos bancos próximo à quadra de futebol. “Agora temos um local para descansar no intervalo do jogo”, comemorou.

Prêmio Escola de Atitude é dividido em etapas

Desde o começo, em setembro, a iniciativa da Controladoria-Geral do DF envolveu cerca de 4 mil alunos do ensino médio e do oitavo e do nono anos do ensino fundamental. Por uma semana, eles fiscalizaram salas de aula, biblioteca, merenda, secretaria, quadras e demais áreas das unidades participantes.

R$ 140 mil Prêmio que será distribuído entre as dez primeiras escolas classificadas

Para orientar os alunos, foram capacitados 290 professores das instituições inscritas. Os espaços interno e externo das escolas foram avaliados por meio do aplicativo Monitorando a Cidade.

Com os problemas apontados, cada escola preparou um desafio que deveria ser executado pelos alunos, de modo a mudar algum aspecto da realidade escolar. No Centro Educacional 310 de Santa Maria, por exemplo, o projeto foca na valorização do patrimônio público.

Antes da fase de execução do desafio, 104 escolas de ensino fundamental e médio estavam inscritas na gincana.

Com o passar das etapas, algumas turmas desistiram, principalmente as de ensino médio, por conta da proximidade das tarefas com a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que ocorreu em 5 e 12 de novembro.

De acordo com a Controladoria-Geral, o objetivo para 2018 é que o processo seja iniciado no primeiro semestre e estendido a 200 unidades de ensino.

Dinheiro do prêmio terá de ser investido na escola

No total, R$ 140 mil serão distribuídos entre as dez primeiras classificadas do Prêmio Escola de Atitude. O valor deve ser investido na unidade de ensino.

Além disso, três professores orientadores de cada colégio vencedor receberão bolsas de pós-graduação oferecidas pelo Fundo Pró-Gestão, da Escola de Governo do DF.

A premiação para os dez primeiros colocados é a seguinte:

1º lugar: R$ 50 mil para a escola mais três bolsas para professores

2º lugar: R$ 30 mil para a escola mais três bolsas para professores

3º lugar: R$ 20 mil para a escola mais três bolsas para professores

4º lugar: R$ 10 mil para a escola mais três bolsas para professores

Do 5º ao 10º lugar: R$ 5 mil para a escola mais três bolsas para professores

Redação: Gabriela Moll, da Agência Brasília

Edição: Marina Mercante

Informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação da CGDF
E-mail: ascom@cg.df.gov.br
Telefone: (61) 2108-3208
Site: www.cg.df.gov.br

Mais informações sobre o Conaci:

Ane Ramaldes
Assessora de Comunicação
E-mail: comunicacao@conaci.org.br
Telefone: (21) 97500-4402

Postado em:

Goiás: CGE divulga ranking dos órgãos sobre adequação das páginas de acesso à LAI

Logo CGE

Ranking elaborado pela Controladoria-Geral do Estado de Goiás sobre o cumprimento das recomendações para adequação das páginas de Acesso à Informação aponta variações positivas e negativas no levantamento realizado no mês de outubro, em relação à etapa de julho deste ano. No ranking atual, cinco órgãos alcançaram a pontuação máxima (100%), ou seja, cumpriram todas as recomendações da CGE, que tem como base a Lei 18.025/2013 (LAI goiana). São eles: a Celg Geração & Distribuição, Secretaria Cidadã, Controladoria-Geral do Estado, Secretaria de Saúde e Procuradoria-Geral do Estado. Na avaliação anterior, sete órgãos atingiram a pontuação máxima.

Também na etapa de outubro, 23 órgãos alcançaram índices superiores a 90%, com variações que vão de 90,48% a 99,47%. Outras nove unidades administrativas obtiveram resultados que variam de 81,18% a 89,52%. Apenas dois órgãos atingiram índices inferiores a 80%. O estudo é elaborado pela Superintendência Central de Transparência Pública da CGE, que encaminha o resultado final a cada um dos órgãos, apontando os pontos positivos e negativos e apresentando recomendações para melhorias. O conteúdo do ranking está disponível no Portal da Transparência do governo de Goiás (www.transparencia.go.gov.br), no link Acesso à Informação, na aba Avaliações – Ranking da LAI Estadual.

Avaliações feitas

Na elaboração do ranking, a equipe da CGE avalia 18 itens e 20 subitens de informações, que devem constar nas páginas de Acesso à Informação. Os principais pontos analisados são: Informações Gerais; Serviço de Informação ao Cidadão (SIC); Perguntas e Respostas Frequentes; Orçamento; Receitas; Despesas; Programas, Projetos, Ações e Atividades; Licitações/contratos; Convênios/Transferências; Folha de Pagamento; Prestação de Contas do Governo de Goiás; Dados Abertos do Governo de Goiás; Página Específica com Símbolo da Informação; Ferramenta de Busca de Conteúdo no Sítio; Acessibilidade de Conteúdo para Pessoas com Deficiência; Redirecionamento de Página cujos dados estejam em outro portal governamental e Agenda de Autoridades.

Todo o trabalho é realizado com foco na conscientização e no estímulo aos órgãos no sentido de assegurar que as informações requeridas pela Lei de Acesso estejam ofertadas para os cidadãos, com acesso facilitado, de forma clara e objetiva. Muitas informações estão disponíveis nas páginas de acesso dos órgãos e, quando não é o caso, são disponibilizados os links que contêm os dados no Portal da Transparência do Governo de Goiás ou nos portais dos respectivos órgãos.

Informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação da CGE-GO
Telefone: (62) 3201-5372
E-mail: paulo-ll@cge.go.gov.br
Site: www.cge.go.gov.br

Mais informações sobre o Conaci:

Ane Ramaldes
Assessora de Comunicação
E-mail: comunicacao@conaci.org.br
Telefone: (21) 97500-4402