Sala de Imprensa > Notícias > Espírito Santo: Projeto de auditores da Secont é semifinalista do Prêmio Inoves
Postado em: 8 de novembro de 2018

Espírito Santo: Projeto de auditores da Secont é semifinalista do Prêmio Inoves

O projeto de Monitoramento Informatizado de Fraudes e de Controles Internos, o Sentinela, desenvolvido por auditores da Secretaria de Estado de Controle e Transparência (Secont), é um dos semifinalistas do Prêmio Inoves – Ciclo 2018. O prêmio é um programa do Governo do Estado que estimula o desenvolvimento de uma cultura de inovação e empreendedorismo no serviço público capixaba.

O objetivo do projeto Sentinela é desenvolver e aplicar, por meio de sistemas de software, um conjunto de métodos e técnicas capazes de ampliar o escopo de atuação do Observatório da Despesa Pública (ODP) no Poder Executivo Estadual, por meio da realização periódica de testes de compliance (verificar a eficácia dos controles internos) e o monitoramento contínuo de condições indicativas da ocorrência de tipos específicos de fraudes em pregão eletrônico.

A equipe, formada pelo subsecretário da Transparência, Ricardo Monteiro Oliveira, e pelos auditores do Estado Frederico Pinto de Souza, Fabiano da Rocha Louzada e Fábio de Paula Júnior, explicou que os resultados do trabalho incorporam uma nova abordagem de atuação nas ações realizadas pelo Observatório da Despesa Pública – que foi criado pela Controladoria-Geral da União (CGU) e teve o modelo de atuação reproduzido nos estados.

Aprimoramento do controle

“O desenvolvimento de trilhas para avaliação dos dados era feito sob demanda para atender a necessidades esparsas, sem que houvesse uma profunda reflexão a respeito do tipo de fraude relacionado à informação levantada. Além disso, os relatórios desenvolvidos no âmbito do ODP, muitas vezes, tinham por objetivo levantar informações que não possuíam relação direta com a medição da eficácia dos controles internos”, explicaram os auditores na apresentação do projeto. “Ao aplicar um método para desenvolvimento de trilhas ou gabaritos específicos para testar os controles internos, o ODP passa a contribuir mais efetivamente para o aprimoramento do sistema de controle na sua totalidade”, acrescentaram.

Por meio do trabalho, a equipe busca uma redução na ocorrência de fraudes, resultando em um impacto positivo para os cofres públicos. “Com a visualização do grau de exposição do Poder Executivo a determinado tipo específico de fraude, e com a identificação das áreas de maior exposição, é possível desenvolver ações específicas para evitar a sua ocorrência. Será possível ainda direcionar melhor as ações de investigação, concentrando as atividades nos focos de fraudes onde se pode verificar a existência de uma maior quantidade de evidências, aumentando assim a possibilidade de aplicação de multas e de restituição dos valores eventualmente desviados”, ressaltou a equipe.

Saiba mais sobre o prêmio

A equipe do Prêmio Inoves divulgou as 101 iniciativas semifinalistas do Ciclo 2018, que podem ser conhecidas no site www.inoves.es.gov.br. Todas as iniciativas foram inscritas por equipes de servidores públicos e a avaliação é feita por uma Banca Examinadora, composta por especialistas em diversas áreas de atuação que, voluntariamente, dedicaram seu tempo em prol do serviço público capixaba.

No processo de avaliação são considerados critérios como: potencial de inovação, caráter inovador, relevância social, efetividade dos resultados, participação dos beneficiários, entre outros. A banca examinadora seguirá com a última etapa até o dia 07 de dezembro, quando serão divulgadas as iniciativas vencedoras.

Elas receberão recursos de até R$ 40 mil, graças à parceria estabelecida com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), além de apoio técnico do Laboratório de Inovação na Gestão da Seger – LAB.ges, para aplicação em seu desenvolvimento.