Sala de Imprensa > Notícias > Ceará: Programa de Integridade é discutido durante 43º Fórum Permanente de Controle Interno da CGE
Postado em: 3 de dezembro de 2018

Ceará: Programa de Integridade é discutido durante 43º Fórum Permanente de Controle Interno da CGE

CGE, Sejus e Semace, órgãos que participam do projeto-piloto de implantação do Programa, puderam contribuir para o aperfeiçoamento do projeto

Com objetivo de verificar o andamento do processo de implantação dos projetos-pilotos do Programa de Integridade do Poder Executivo do Estado do Ceará, a Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE), realizou, no dia 27 de novembro, o 43º Fórum Permanente de Controle Interno. O encontro contou com a participação dos Comitês de Integridade dos órgãos participantes do projeto-piloto do Programa: CGE, Secretaria da Justiça (Sejus) e Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace); além de servidores da CGE, que participam da implantação do projeto.

“O Programa de Integridade do Poder Executivo Estadual foi lançado com o objetivo de auxiliar os órgãos e entidades públicas no alcance de seus objetivos de forma mais eficiente. Isso fica bem claro, quando executamos uma das etapas de implantação do Programa, onde um diagnóstico de autoavaliação foi construído, promovendo um maior conhecimento das atividades e instrumentos de cada órgão, e ainda auxiliando na priorização de ações específicas”, pontuou o secretário da CGE, Flávio Jucá.

Troca de Experiências 

Durante o Fórum, foi realizada uma contextualização da metodologia de implementação do Programa e o compartilhamento da experiência dos órgãos participantes do projeto piloto.

O secretário adjunto da CGE, Marconi Lemos, presidente do Comitê de Integridade do órgão, comentou sobre a finalidade do Programa. “É um programa que abarca canais de ouvidoria, transparência, mapeamento de processos e gestão de risco. É um conjunto de arranjos institucionais, que organizados e administrados de forma organizada e coerente, vão auxiliar os órgãos e entidades do Poder Executivo no alcance de melhores resultados”, ressaltou.

Marcele Arruda, Assessora de Desenvolvimento Institucional da Sejus, comentou a experiência da implantação do projeto no órgão. “É uma satisfação muito grande para nós poder apresentar nossa experiência e participar desse projeto-piloto porque nós compramos a ideia desse Programa antes mesmo dele ser implementado”.

“O Comitê de Integridade da Sejus considera a concepção do Programa de Integridade sensacional e necessária. O Governo do Estado precisava de um projeto como esse e nós enquanto setorial mais ainda. Trouxemos aqui algumas contribuições para o aperfeiçoamento do Programa”, destacou.

Para Elisabete Romão, Assessora de Desenvolvimento Institucional da Semace, a oportunidade de participar do projeto-piloto veio em um momento propício. “Já tínhamos várias iniciativas que vieram convergir nesse momento de integridade. O próprio diagnóstico, uma das etapas do Programa, nos fez tomar iniciativas, mudar procedimentos e tem nos ensinado muita coisa”.

“Está sendo um aprendizado e esperamos ao final desse Programa, formatar nossa unidade de controle interno e fazer nosso trabalho com cada vez mais ética e transparência”, concluiu.

Divididos em grupos de trabalho, os participantes ainda fizeram a análise das assertivas que compõem o Diagnóstico de Integridade e a avaliação do Programa de Integridade (projeto-piloto), contemplando o fluxo do processo (Diagnóstico de Integridade, prazos, assessoria por parte da CGE, e-PASF etc). As informações colhidas serão levadas em consideração para o aperfeiçoamento do Programa.

 

Fonte:

Assessoria de Comunicação da CGE-CE
Telefone: (85) 3101-3474
E-mail: comunicacao@cge.ce.gov.br
Site: www.cge.ce.gov.br
 

Informações sobre o CONACI:

Xaene Pereira
Assessora de Comunicação
E-mail: comunicacao@conaci.org.br
Telefone: (51) 98195-1911